NOTÍCIAS

Deputado pede poços artesianos para Bandeira do Sul

Postado em 26 de Agosto de 2015

       

          Em reunião na Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Política Urbana e Gestão Metropolitana (SEDRU), nesta terça-feira, 25, o deputado estadual Cássio Soares (PSD) solicitou a liberação de recursos para a perfuração de poço artesiano em Bandeira do Sul. O encontro, que aconteceu na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, contou também com a presença do prefeito do município, João Fonseca (PP).

            O parlamentar comentou que na reunião com o Secretário Luiz Tadeu Leite solicitou a liberação de verbas, no valor de R$ 58 mil, para a perfuração de um poço artesiano em Bandeira do Sul. “Viemos expor a demanda do município ao Secretário. Bandeira do Sul precisa de R$ 58 mil para a perfuração de um poço artesiano. Sabemos que estamos vivendo um período de crise econômica, mas essas obras são importantes para a comunidade. Estamos confiantes de que o recurso será liberado”, comentou.

            O prefeito do município, João Fonseca, afirmou que as obras são necessárias para que a população de Bandeira do Sul não sofra tanto com a falta de água. “A obra vai beneficiar muitas famílias do loteamento Residencial Resende II e do bairro do Centro. Com a perfuração vamos evitar que os moradores dessas regiões sofram com a falta de água”. O prefeito comentou também a importância do apoio político do parlamentar. “O competente deputado Cássio Soares está, mais uma vez, lutando pela melhoria da qualidade de vida de nossa gente. Ele está sempre representando os nossos interesses”, afirmou.

             Cássio Soares, que é presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, disse ainda que, em tempos de escassez de chuvas e com a crise hídrica, é preciso encontrar formas sustentáveis para a gestão da água. “Estamos vivendo um período crítico. Há escassez de chuvas e vários estados já estão enfrentando crises hídricas mais severas. É preciso pensar em alternativas, como os poços artesianos, para gerir este importante recurso que é a água”, finalizou.

DEIXE SEU E-MAIL E RECEBA NOTÍCIAS