NOTÍCIAS

Cássio Soares participa de Congresso das Apaes

Postado em 12 de Outubro de 2013

Durante a abertura do 12º Congresso das Apaes de Minas Gerais, o governador Antonio Anastasia garantiu que as escolas das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais não sofrerão alteração no Estado. A abertura foi realizada na manhã da última sexta-feira, 11 de outubro, no Minascentro, em Belo Horizonte.

Também participaram da solenidade, a ministra de Estado Chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Dinis Pinheiro, o secretário do Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), deputado estadual Cássio Soares, e o presidente da Feapaes-MG, Eduardo Barbosa, entre outras autoridades.

O evento, promovido pela Federação das Apaes do Estado de Minas Gerais (Feapaes-MG), será realizado até domingo (13), e conta com a presença de representantes de Apaes de todo o Estado, inclusive de Passos, como o autodefensor Edmar Gonçalves, representando os assistidos pela associação do município. O Fórum e o Congresso, que acontecem a cada três anos, estão abordando, em 2013, o tema “Tecnologia Assistiva Promovendo o Desenvolvimento da Pessoa com Deficiência Intelectual”.

Durante sua fala, o governador garantiu que a educação nas Apaes de Minas Gerais não irá mudar. Ele determinou à secretária de Educação, Ana Lúca Gazzola, que as escolas das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais de Minas não fossem prejudicadas, mesmo se for aprovado o projeto de Lei, em discussão no senado, que visa transformar a responsabilidade do ensino de portadores de deficiência para escolas regulares. “Minas Gerais jamais terá retrocesso nas políticas públicas para as Apaes”, garantiu.

O secretário de Desenvolvimento Social, deputado estadual Cássio Soares, comemorou a atitude do governador. “Quem convive e acompanha de perto este trabalho sabe da importância em defendê-lo, neste momento em que um Projeto de Lei Federal acena para uma mudança, colocando em risco uma trajetória exemplar que completará 59 anos em dezembro deste ano. Nossa luta, pelo menos em Minas Gerais, já valeu a pena”.

Apoio

Durante a abertura do evento, o presidente da Feapaes-MG, deputado federal Eduardo Barbosa, agradeceu ao apoio do secretário Cássio Soares para a realização do evento. “Contamos com muitas parcerias para a realização do evento e a Sedese foi uma das principais, com a sensibilidade do secretário foi possível este congresso”, afirmou. “As ações da secretaria são voltadas para o bem do cidadão e da promoção dos direitos humanos, tão bem comandada por Cássio Soares”, completou a ministra.

Para o governador, todos devem se unir contra o preconceito e as Apaes representam muito bem isso. “O preconceito acaba sendo a origem de enganos, de negativas, de maus tratos e é isso que nós temos que combater. Fico feliz, de como governador do Estado de Minas Gerais, afastarmos aquela ideia antiga do passado de que o mineiro não seria solidário”, garantiu Anastasia durante sua fala na abertura do evento.

DEIXE SEU E-MAIL E RECEBA NOTÍCIAS